domingo, 29 de novembro de 2020

HERANÇA DE JESUS

 

               Desnecessário repetir ao espírita quanto ao nicho social onde Jesus nasceu e desenvolveu toda a sua caminhada espiritual sobre a Terra. Jesus decidiu que nasceria e morreria pobre e excluído, cujas companhias não frequentariam os grandes salões nem possuiriam autoridade política ou eclesial, enfim que não estaria amparado pelos poderosos de sua época. Às voltas com os pobres do mundo dava espaço para que todos os desafortunados participassem da partilha dos parcos recursos e alimentos, em parte chegados por doações. Seria um fracasso a sua missão caso tivesse decidido outros amigos, outro ambiente? Não o sabemos, apenas sabemos que foi dessa forma.

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

MEDIUNIDADE E ANIMISMO - COISAS DIFERENTES?

 


Dois autores clássicos estudaram a distinção entre um fenômeno mediúnico e um fenômeno anímico: Alexander Aksakof (1832-1903), em Animismo e Espiritismo e Ernesto Bozzano (1862-1943), em Animismo ou Espiritismo. Ambos pretendiam demonstrar através de sólida pesquisa com diversos médiuns, que a tese animista – de que qualquer fenômeno é sempre manifestação do próprio médium – é insuficiente para explicar todas as manifestações, pois há muitas em que a identidade de uma outra inteligência comunicante se faz evidente. Isso não invalida que haja de fato fenômenos anímicos, onde é o Espírito do médium que está em ação, como nos casos de telepatia, clarividência, sonambulismo ou desdobramento ou o que hoje chamamos “estados alterados de consciência”.

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

O ESPÍRITA TOMA PARTIDO EM DISCUSSÕES POLÍTICAS?

 


O que é política? Realizei rápida pesquisa, achei em termos claros esse significado para política: Política é a ciência da governança de um Estado ou Nação e também uma arte de negociação para compatibilizar interesses. O termo tem origem no grego politiká, uma derivação de polis que designa aquilo que é público. O significado de política é muito abrangente e está, em geral, relacionado com aquilo que diz respeito ao espaço público.

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

EM FACE DA MUDANÇA CLIMÁTICA, LEMBREMOS QUE NAS MÃOS DE JESUS REPOUSAM OS DESTINOS DA TERRA.

 


Pesquisas indicam que a “mudança climática tem matado cerca de 315 mil pessoas por ano, de fome, de doenças ou de desastres naturais, e o número deve subir para 500 mil, até 2030”.(1) O estudo estima que o problema do clima afete 325 milhões de pessoas, anualmente, e que, em duas décadas, esse número irá dobrar, atingindo o equivalente a 10% da população mundial da atualidade. Para minimizar o impacto, “seria preciso multiplicar por cem os esforços de adaptação à alteração do clima nos países em desenvolvimento.” (2) O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), em sua vasta avaliação sobre a questão, feita em 2008, concluiu que, desde que as temperaturas começaram a aumentar rapidamente, nos anos 70, os gases de efeito estufa, produzidos pelo homem, tiveram um peso 13 vezes maior no aquecimento global que a variação da atividade solar.

terça-feira, 24 de novembro de 2020

VESTIDOS DE LUZ

 


Espíritos que somos, envergando transitoriamente um traje de carne, podemos ser avaliados por nossa aura. Por isso os benfeitores espirituais nos conhecem tão bem. Ainda que simulemos virtudes que não possuímos, jamais os iludiremos, porquanto eles veem como somos realmente, pela natureza de nossas vibrações.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

A BANALIZAÇÃO DA CARIDADE

 

 

“O opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos.” (Simone de Beauvoir)

 


O orador espírita baiano Divaldo Franco comumente relata que em viagem a uma cidade para palestra visitou, a convite da casa espírita anfitriã, família que o grupo espírita já prestava assistência há três gerações. Divaldo interpelou-os como teria sido possível que em três gerações as ações ensejadas não foram capazes de tirá-los do estado de miséria.

domingo, 22 de novembro de 2020

MEDIUNIDADE E AUTOCONHECIMENTO - menos ego e mais serviço

 


Um dos primeiros posts que lançamos nesse blog da ABPE, escrito por Cláudia Mota, foi sobre nossa experiência no grupo de Mediunidade Pedagógica, em ação há vários anos. A reação favorável e os comentários do público demonstram o quanto estamos carentes de boas, consistentes e aprofundadas discussões sobre a prática mediúnica no movimento espírita. E mais, como rareiam reuniões e médiuns com trabalhos mais criteriosos, controlados e atitudes críticas e racionais em relação a essa prática.

sábado, 21 de novembro de 2020

A PAZ É UMA SEMEADURA

 

                Impossível de aceitar o derramamento de sangue que mancha de cumplicidade toda a humanidade. Contraditoriamente, confessamos asco pelas marchas das guerras homicidas relatadas em livros de história e nos emocionamos pelas cenas reproduzidas da sanha racista e preconceituosa que impôs a crucificação de Jesus, enquanto testemunhamos na atualidade a chacina de mulheres, negros e pobres, impedidos de respirar, falar e se expressarem.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

A VISÃO INTER-RELIGIOSA COMO ELEMENTO NATURAL AO ESPÍRITA KARDECISTA



Nos evangelhos é fácil verificar o quanto Jesus foi contra a idolatria à sua pessoa. Ele direcionava ao Pai toda sua a atenção e pedia àqueles à sua volta que também o fizessem. Afinal só Deus poderia ser chamado de bom, ele no máximo de mestre.

Mestre no grego, e posteriormente no latim, está relacionado aquele que tem notório saber em alguma coisa e que o transmite para outros. Alguns definem a ação do mestre como puro exercício dialético, pois todo discípulo poderia sobrepujar o mestre, como Jesus também afirmou aos apóstolos.

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

GERAÇÕES INFELIZES NA CAÇA DA “FELICIDADE” CONSTRUÍDA NAS AREIAS DA ILUSÃO

 

Após o ano de 1945, a Alemanha despedaçada era um cenário caótico sob o ponto de vista psíquico, social e econômico. Foi um desafio para nova liderança reorganizar a Nação, dividida entre duas disposições ideológicas: a Alemanha Ocidental (capitalismo) e a Alemanha Oriental (socialismo). Nesse panorama, encontramos a juventude europeia, notadamente a germânica, completamente sem rumo. Sociólogos, filósofos, pedagogos, psicólogos e professores muito se preocuparam com aquela geração de jovens marcada por inimagináveis agonias psíquicas, físicas e morais resultantes de um conflito estúpido, testemunhas oculares de uma guerra que teve início a 1º de setembro de 1939 com a invasão de Hitler à Polônia e se estendeu até agosto de 1945, com as detonações das duas bombas termonucleares em Hiroshima e Nagasaki, no Japão.

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

PROBLEMAS DE INTERPRETAÇÃO


 

Angustiado visitante reclamava com Chico Xavier:

     – Tentei cumprir rigorosamente o Evangelho, mas devo lhe dizer que não deu certo.

       – O que houve, meu irmão?

terça-feira, 17 de novembro de 2020

ESPIRITISMO E MILITÂNCIA POLÍTICA

 

Onde começa a identidade política e a política de religiosidade, fé ou transcendência, pouco importa no contexto de uma existência, pois o que merece observação é a direção na qual se conduz a vida, sob os parâmetros erguidos.

Como é possível perceber, na vida social, política é como o fluido universal, está em tudo! Portanto, negá-la é insistir no discurso alienado. Há quem afirme que a própria negação é em si uma ação política.

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

INSEGURANÇA

 


Este é um tema sempre presente nos relacionamentos e, claro, na vida individual. O cultivo de tal postura pode levar ao pânico, daí a importância do investimento de prevenção no assunto.

sábado, 14 de novembro de 2020

MANIFESTO DOS GIRASSÓIS SOBRE AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

 


As eleições municipais estão chegando. Com elas, retoma-se' de forma mais intensa, o debate sobre qual projeto de sociedade nós queremos. Afinal, é fundamental conhecer a proposta política daqueles que elegeremos, seja para a Câmara, seja para a Prefeitura.

O Coletivo Girassóis, Espíritas pelo Bem Comum se formou após o pleito de 2018, pela insatisfação diante do resultado daquelas eleições. Apesar disso, assumimos uma conduta sem partido, embora progressista.

ESPIRITISMO E POLÍTICA¹


 

Coragem, coragem

Se o que você quer é aquilo que pensa e faz

Coragem, coragem

Eu sei que você pode mais

(Por quem os sinos dobram. Raul Seixas)

 

            A leitura superficial de uma obra tão vasta e densa como é a obra espírita, deixada por Allan Kardec, resulta, muitas vezes, em interpretações limitadas ou, até mesmo, equivocadas. É por isso que inicio fazendo um chamado, a todos os presentes, para que se debrucem sobre as obras que fundamentam a Doutrina Espírita, através de um estudo contínuo e sincero.

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

EDUCAÇÃO EM SAÚDE

O corpo físico é o instrumento pedagógico da alma. A codificação kardequiana ensina que “a união do ser extrafísico e da matéria é necessária” (O Livro dos Espíritos, Q. 25), já que os “espíritos têm que sofrer todas as vicissitudes da existência corporal” (Q. 132 de “OLE”) e que “todos os Espíritos são criados simples e ignorantes e se instruem nas lutas e tribulações da vida corporal” (Q. 133 de “OLE”).

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

EDUCAR NÃO É ESFRIAR

 


Quando voltamos à terra num corpo de criança, esquecemos o que somos, o que fomos, o que sabemos, para nos tornarmos total sensibilidade, para abrirmo-nos para todas as influências, para absorvermos todo o nosso ambiente. Os espíritos, enquanto crianças, estão puros, esquecidos, inocentes, sensíveis e amam com mais profundidade, com mais sinceridade, sem meias medidas. Um psicólogo, que anda fazendo sucesso nas redes, ultimamente soltou a barbaridade de que as crianças não sabem ainda o que é amar e precisam primeiro aprender a respeitar! O que?! Basta conviver com as crianças para sabermos o quanto elas sabem amar e muito melhor que os adultos. A sua delicadeza de sentimento, a sua percepção do outro, a sinceridade transbordante, o senso de justiça agudo – quem nunca sentiu e viu isso nas crianças?

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

NOSSAS VÍTIMAS

 


Com o mesmo título que usei, Eurípedes Barsanulfo afirma em capitulo constante do magnífico livro Seareiros de Volta (FEB, psicografia de Waldo Vieira), pulicado em 1966, que “(...) somos, em muitas circunstâncias, algozes de outras vidas (...)”. Acrescenta que não se trata dos insetos que eliminamos, nem da alimentação da carne animal e tampouco se refere às vítimas de existências passadas. Todavia, refere-se às vítimas de nossos comportamentos, relacionando uma série de exemplos como comparações ultrajantes que fazemos, a desonestidade dos julgamentos e opiniões, os que abandonamos e ainda a ironia que nos permitimos ou da inconveniência de certos comentários ou abusos de verbos e falas agressivas. 

terça-feira, 10 de novembro de 2020

DINHEIRO E (IN) FELICIDADE, NUMA BREVE PONDERAÇÃO ESPÍRITA

 


Sigmund Freud defendia a tese de que todo homem é instigado pela busca da felicidade, contudo essa procura soa como ilusória no mundo real, porquanto a pessoa tem experiências de fracassos e desencantos e o máximo que pode alcançar é uma “felicidade” ilusória. Contrastando porém com a tese freudiana, um grupo de consultores da Spectrem Group entrevistou 1.200 pessoas, interrogando-as sobre o nível de felicidade em relação a trabalho, casamento, hobbies, dinheiro entre outros temas. Constatou-se que quanto mais dinheiro possua uma pessoa maiores são os seus níveis de felicidade. (1) Todavia, será que o dinheiro compra a felicidade?

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

O ESPÍRITA E A SEGURANÇA PÚBLICA - FINAL

 


Nos dois primeiros artigos, trouxemos um problema e procuramos aspectos que a doutrina espírita permitiria um embasamento teórico.

            Passemos agora para algumas propostas vislumbradas a partir dos artigos, bem como algumas experiências práticas bem interessantes.

domingo, 8 de novembro de 2020

REALMENTE, UMA VIAGEM

 


             A vida de cada pessoa nesse planeta bem que poderia, por analogia, ser entendida como uma grande viagem. Vindo de uma região desconhecida aportamos sem nada saber a respeito do mundo que adentramos, em completa dependência do apoio objetivo dos viajores mais antigos, que nos ensinam os primeiros caminhos e saciam a nossa fome e sede. De certa forma estamos começando um percurso, do qual ignoramos conscientemente os detalhes. Curiosamente chegamos sem bagagem e vamos arrumando as malas à medida que o tempo passa. Por regra há festa e alegria na recepção ao estanho que chega.

sábado, 7 de novembro de 2020

EU TE AMO!...E AÍ, VAI ROLAR?

 

Pequeno grupo de resolveu realizar experiência acerca do amor, no contexto da proposta da Boa Nova. Consistia em dizer para um amigo ou uma amiga, independentemente do gênero, a afirmativa “EU TE AMO”. As reações não poderiam ser diferentes das imaginadas: “viraste sapato”; “tu boiolaste”; “estás se insinuando para mim”; “aguardei tanto sua decisão... vai rolar?”...

            O mais interessante é que uma participante das abordadas, depois de tomar conhecimento do idealizador da “pegadinha”, certa feita, o encontrou em uma fila de um banco e pensou em fazer a mesma declaração, só que estava acompanhado do marido. Obviamente, a confusão teria sido grande!

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

A MODA DE SE FALAR QUE O UNIVERSO AGE

 


Nos últimos tempos, tem havido uma expressão de que muitos se valem e que um tanto me incomoda. Vou fazer aqui uma reflexão a respeito. Muita gente anda dizendo: o universo quer, o universo faz, o universo isso, o universo aquilo. Eu diria que esse uso indevido da palavra universo é a vergonha de dizer Deus. Se Deus quiser, Deus faz, Deus isso, Deus aquilo.

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

O PRIMEIRO CUIDADO



Em pequena localidade francesa, duas irmãs andavam às voltas com estranhos acontecimentos: suas roupas eram espalhadas por todos os cantos da casa e até pelos telha­dos. Apresentavam-se cortadas, rasgadas e crivadas de buracos, mesmo quando trancadas à chave.

        “Brincadeira de mau gosto!” — concluíram.

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

O ESTUPRO É MASCULINO

 


A Justiça é feminina,

Amordaçada, aviltada, subjugada

Pelo Poder jurídico - masculino

terça-feira, 3 de novembro de 2020

O ESPÍRITA E A SEGURANÇA PÚBLICA - PARTE II

 


O QUE DIZ A DOUTRINA

            Conforme sabemos, o termo “segurança pública” não se encontra na codificação; por outro lado, não temos livros nem textos mais recentes específicos tratando desse tema. Contudo, podemos pegar alguns indícios para nossa exposição começando por “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, em que Santo Agostinho nos lembra que estamos em um “Mundo de Expiações e de Provas” (Cap. 3, item 13), em que “...os numerosos vícios a que se mostram propensos constituem o índice de grande imperfeição moral.” Assim, nossa situação atual coloca-nos frente a frente à realidade espiritual em que nos encontramos. Todavia, se estamos em processo evolutivo, devemos encontrar meios de superar esses problemas.

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

AOS QUE PARTIRAM

 


           Somos aqueles que ficaram para curtir as saudades depois de sua partida. Aos poucos vamos aprendendo a viver com as ausências e o tempo é o único remédio para aliviar a falta que a sua presença provoca em nossa rotina. Os primeiros dias provocaram uma espécie de sensação de vazio e as horas pareciam cruéis estacas perfurando-nos o coração. Não é fácil lidar com essa realidade, mas vamos aos poucos nos adaptando.

domingo, 1 de novembro de 2020

VENCE OBSTÁCULOS QUEM FOCA NAS SOLUÇÕES

 


           Há grande diferença nas atitudes que estabelecem a caminhada numa rotina, daquelas que exigem inteligência e foco quando surgem as situações imprevistas. Preparar-se para os obstáculos inesperados é uma exigência de quem pretenda persistir adiante em qualquer empreitada. Afinal, os momentos atípicos, de uma ou outra forma, acabam nos alcançados forçando-nos a buscar as soluções.