quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

O CENTRO ESPÍRITA, ENTRE O SAGRADO E O PROFANO






Passados mais de um século e meio da fundação do primeiro centro espírita no Brasil é fácil de perceber que o modelo de funcionamento daquela época, comparado ao dos dias atuais, sofreu pouca alteração perante as demandas que a Sociedade vem exigindo. 
É fato que, como bem adverte os Espíritos, o homem a cada dia melhor compreende o que é mal, consequentemente, vai reprimindo os abusos, e se torna mais compreensível a necessidade do bem e das reformas.

sábado, 15 de dezembro de 2018

SESSÕES PARA OS "CURANDEIRISMOS" ILUSÓRIOS

 


 
Kardec não priorizou o estudo específico da mediunidade de “cura” nas obras da Codificação, a rigor, jamais tocou no assunto sobre “cirurgiões do além”. Em face disso, é inteiramente contraditório e lamentável a forma de como alguns centros espíritas propõem sessões de “cura especial” através da incorporação de “espíritos cirurgiões” por meio de alguns médiuns “especiais”.

Não ignoramos os efeitos relativamente atraentes contraídos por alguns incomuns médiuns de “cura”, contudo não entendemos como imprescindível e nem valorizamos esse tipo de mediunidade. As práticas mediúnicas foram das orientações de Kardec, são sempre espetacularizadas e não devem colonizar as instituições espíritas.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

A PROFESSORA


 
Infalível, austera, áspera e tenaz
Há, por bênção, no Mundo, uma professora,
Ímpar mestra de lições transformadoras,
Que, apenas, com a iluminação se compraz.

Pertinaz pela conquista da Virtude,
- É mesmo a paga de seu elevado preço -,
À exaustão impõe ao aprendiz os recomeços,
Até que se lhe ajustem as atitudes.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

CORPO - FERRAMENTA DE EVOLUÇÃO


          

 
          As informações emanadas da Doutrina Espírita propõem que cuidemos de forma mais adequada da saúde física. É fato que o pensamento religioso tradicional intentou, por longos séculos, minimizar a importância do organismo na conquista das aquisições da alma, como se fosse possível alcançar alguma meta de espiritual negando o corpo com todas as suas funções e necessidades. O corpo, nesse contexto, devia sofrer toda a negação possível e havia quem orientasse infligir-lhe sofrimentos voluntários, caso se objetivasse fruir de condição espiritual especial.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

UM "MÉDIUM CURADOR" [NÃO ESPÍRITA] E O REBULIÇO NA MÍDIA GLOBAL


 
TV Globo entrevistou mulheres que acusaram o “médium” [não espírita] João de Deus sobre as violações sexuais que teriam sofrido quando elas buscaram o tratamento espiritual na “Casa Dom Inácio de Loyola”, localizada em Abadiânia, Goiás. As acusações são de três brasileiras que pediram para não serem identificadas e da coreógrafa holandesa Zahira Lieneke Mous, a única que aceitou mostrar o rosto na televisão.

Será que estamos diante de crimes análogos ao cometido pelo médico Roger Abdelmassih? Hum! Será?

sábado, 8 de dezembro de 2018

DOS DESVIOS E DISTORÇÕES DOUTRINÁRIAS





Resultado de imagem para OBRAS BÁSICAS ESPÍRITAS


Há que se dedicar muito cuidado e atenção na prática cotidiana da programação de nossas instituições espíritas. O compromisso do adepto espírita é com o Espiritismo. E Espiritismo está claramente definido nas obras básicas de Allan Kardec. As inclusões indevidas, práticas que distorcem, inovações oriundas de nossas distrações doutrinárias e mesmo quando criamos o “nosso espiritismo”, correm por nossa conta e risco, gerando responsabilidades de expressão, face às noções indevidas que podemos estar semeando em pessoas que agora se aproximam da Doutrina Espírita e o conhecem distorcido de suas propostas verdadeiras.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

NEUROSE






O psiquiatra atende ao telefone. A paciente, jovem senhora sob tratamento, reclama:
– Doutor, estou muito preocupada.
– O que houve?
– Venho notando que meu cocô está leve, boiando, ao invés de depositar-se no fundo do vaso. É grave?
      É normal. Não se preocupe. Acontece, às vezes.
Momentos depois, nova ligação.
– Desculpe, doutor, pela insistência… O senhor acha mesmo que não tem problema?
– Com certeza! Fique tranquila.
Mais alguns minutos e…
– Doutor, estive pensando… O normal não seria um cocô mais pesado?

domingo, 2 de dezembro de 2018

GENÉTICA E CAVIARES ANTE O MÉRITO NATURAL






O termo meritocracia provém do prefixo latino meritum (“mérito”) e do sufixo grego cracia, (“poder”), sugere conjunturas conseguidas por mérito pessoal. É óbvio que as estruturas biogenéticas (os genes) não definem méritos individuais, embora posam influenciar. Considerando-se que há fatores ambientais e espirituais, os méritos pessoais não podem ser explicados somente por fatores genéticos.

Vociferam, especialmente os ideólogos “caviar”, que há contradição na crença popular da “meritocracia”, considerando o modelo de hierarquização baseado nos méritos pessoais de cada indivíduo. Trombeteiam que nascer em berço de ouro é melhor do que nascer inteligente, porque duas pessoas geneticamente semelhantes podem ter pontuações diferentes no teste de QI, e as mais ricas investiram mais recursos escolares em seus filhos. Esbravejam assim os seguidores da “romanesca ideologia igualitária”, inclusive alguns “espíritas ateus”, conforme declara o blog http://espiritismoateu.blogspot.com/ (creia!).

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

OS ESPÍRITAS E A PÓS-VERDADE




 
Ilustração do deus Loki, deus da mentira, mitologia nórdica


“é mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que elas foram enganadas.” (Mark Twain)


“Grande parte da imprensa tenta impor o controle das situações divulgando informações e Fake News que lhe convêm, cabendo as pessoas o discernimento. Todos somos parte dessa engrenagem. Uns sabem e tentam mudar, outras se camuflam ou escancaram e outros são inocentes instrumentos. (Carlos Bolsonaro, via twiter)



MENTIRA X FAKE NEWS
Segundo pesquisa, 98% do eleitorado brasileiro foi exposto a notícias falsas e a maioria acredita na veracidade das “informações”.
A pesquisa é importante para se ter uma ideia como o império da mentira domina hoje os processos eleitorais, não só no Brasil, mas no mundo, chamada de Fake News. Na verdade, não é de hoje que notícias mentirosas são veiculadas como verdadeiras. O fenômeno, entretanto, popularizou-se e tomou vulto com o advento das redes sociais. O seu uso através do WhatsApp tornou a veiculação da mentira de forma descontrolada, por ser efetivada através dos chamados robôs.

terça-feira, 27 de novembro de 2018

SEGUIR PLANTANDO


           


             Um velho conto árabe relata que um ancião se encontrava semeando tamareiras em sua propriedade, quando um jovem que ali passava se dirige àquele homem e lhe questiona o porquê daquela semeadura. Antes das modernas técnicas de plantio a espera para a frutificação das tâmaras era de 80 a 100 anos. Questionava o jovem o fato de o ancião estar plantando um fruto do qual jamais usufruiria, pois morreria antes. O idoso, então lhe responde: meu jovem se hoje eu conheço a maravilha que é o frescor de uma tâmara é porque pessoas que já se foram as plantou para mim, apenas retribuo para as próximas gerações as graças que recebi das gerações que me antecederam.

domingo, 25 de novembro de 2018

FRANCISCO, A OUTRA FACE




"Oferece também a outra face!"
Precisas compreender tal metáfora,
Com o fim de exercitar-te, sem demora.
Não é rosto, esquece a física face.

Faces: ódio, ofensa, discórdia e dúvida.
As outras faces: o amor e o perdão,
A bênção da fé e a graça da união,
Que são luzes para as noites da vida.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

A MORTE DÓI?


 


Quando morre alguém, sentimo-nos todos tomados por um sentimento de perda e dor. É natural, gostamos da pessoa e desejamos que continue vivendo conosco. Mas, a morte é a única certeza da vida e está enquadrada nos acontecimentos normais da existência de todo mundo. A todo instante, partem jovens e velhos, sadios e enfermos...

E muitos perguntam, talvez temerosos do momento em que também enfrentarão a circunstância e acerto de contas com D. Morte: ela dói? O que ensinam os espíritos a respeito?

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

A ESCOLA PODERÁ FAZER O CIDADÃO, MAS SOMENTE O LAR PODE DIGNIFICAR O HOMEM




No Japão, tarefas escolares como limpeza da sala de aula são feitas pelos próprios alunos que ainda têm atividades extracurriculares de esporte e artes que instruem para o respeito à coisa pública e a importância do trabalho em grupo. Além das aulas, a rotina de um professor no Japão inclui aconselhamento, serviços administrativos e visitas às casas dos alunos. Valoriza-se a aprendizagem ativa, onde o aluno é protagonista, e o professor mediador, sempre com o envolvimento da família na educação para se alcançar os melhores resultados.

Na verdade, os pais são responsáveis pelo desenvolvimento dos valores dos filhos e não devem apostar na escola para exercer essa tarefa. Um pai autêntico éaquele que cultiva em casa a cidadania familiar. Ou seja, ninguém em casa pode fazer aquilo que não se pode fazer na sociedade. É preciso impor a obrigação de que o filho faça isso, e assim cria-se a noção de que ele tem que participar da vida comunitária. Não há dúvida de que ante as balizas do bom senso e moderação os pais precisam estabelecer limites. Porém, essa exigência é muito mais acompanhar os limites daquilo que o filho é capaz de fazer.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

SEISCENTOS


      Resultado de imagem para ANTENA ESPÍRITA

 
         Quem imaginava meus amigos? Chegamos nesse domingo completando 600 Programas Antena Espírita no ar, ao vivo, direto dos estúdios da Rádio Cidade AM 860, com a possibilidade de acesso pelo site www.cidadeam860.com. Seiscentas horas de temas espíritas.
          Quando iniciamos, há 12 anos, não fizemos qualquer profecia de longevidade. Mirávamos apenas a iniciativa momentânea que se auspiciava. Tínhamos muito claro que a importância da mensagem espírita, em um mundo tão conturbado quanto o nosso, cairia como luva, no fim de noite de domingo entre as pessoas que são fã de rádio. Descobrimos nesse meio tempo que esse meio de comunicação ainda é muito poderoso, apesar do surgimento de outras mídias utilizadas pela população. 

sábado, 17 de novembro de 2018

HERDAR A TERRA




– Crime horroroso cometeu aquele sujeito! Embriagado, avançou o sinal, atropelou e matou três inocentes! Devia existir pena de morte para essa gente!

– Seria pouco! Se eu estivesse ali participaria com satisfação de um linchamento. O miserável merecia morrer junto com suas vítimas!

– Mundo violento este em que vivemos! Você leu sobre a mulher que agrediu o amante que pretendia deixá-la? Aproveitou o momento em que dormia para dar-lhe uma violenta martelada na cabeça! O infeliz não morreu mas terá sequelas que complicarão sua vida.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

DESABAFAR MUDA O CÉREBRO


Contar um trauma altera funções cerebrais, diz o psicoterapeuta. E ajuda a superar a dor

Por Suzane Frutuoso

Falar sobre as dores vividas é essencial para superar um trauma. Ao fazer isso, a pessoa é capaz de reorganizar sentimentos. Até aí, nenhuma novidade. O psicólogo Julio Peres, de 38 anos, foi além. Conseguiu mostrar que a conversa modifica o funcionamento do cérebro. A pesquisa, tema de doutorado de Peres em Neurociências e Comportamento pela Universidade de São Paulo, deve ser publicada em junho na revista Journal of Psychological Medicine. O estudo foi feito com 16 pacientes que sofreram estresse pós-traumático parcial (que não apresentam todos os critérios de diagnóstico). Eles passaram por oito sessões de psicoterapia. Os indivíduos narraram o momento traumático várias vezes. Depois, foram convidados a relembrar situações difíceis que viveram anteriormente e a sensação positiva que tiveram ao superar o problema. Exames de tomografia ao final do tratamento revelaram que o funcionamento cerebral é modificado com a narração. "Quem passou pela psicoterapia apresentou maior atividade no córtex pré-frontal, que está envolvido com a classificação e a 'rotulagem' da experiência", diz Peres. "Por outro lado, a atividade da amígdala, que está relacionada à expressão do medo, foi menos intensa." Isso fortalece a tese de que falar sobre o problema ajuda a pessoa traumatizada a controlar a memória da dor que sofreu.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

COMPULSÃO SEXUAL E ESPIRITISMO


 

Certamente, na quase totalidade dos distúrbios na área da sexualidade, a presença da espiritualidade refratária à luz está presente ativamente, participando como causa ou mesmo coadjuvante do processo. O Livro dos Espíritos, na questão 567, é bem claro, ensinando-nos que espíritos vulgares se imiscuem em nossos prazeres porquanto estão incessantemente ao nosso redor, tomando parte ativamente naquilo que fazemos, segundo a faixa vibratória na qual nos encontramos.

Realmente, na compulsão sexual ou ninfomania, a atuação deletéria de seres espirituais não esclarecidos é atuante, apresentando-se como verdadeiros vampiros, sugando as energias vitais dos doentes. O excelso sistematizador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, em A Gênese, capítulo 14, define a obsessão como "(...) a ação persistente que um mau espírito exerce sobre um indivíduo". Diz, igualmente, que "ela apresenta características muito diferentes, que vão desde a simples influência moral, sem sinais exteriores perceptíveis, até a perturbação completa do organismo e das faculdades mentais".

sábado, 10 de novembro de 2018

SUPERAÇÕES ÍNTIMAS POR MEIO DO PERDÃO


 


 Com Kardec aprendemos que devemos amar os criminosos [que nos ultrajam] como criaturas de Deus, “às quais o perdão e a misericórdia serão concedidos, se se arrependerem” (1), como também a nós, pelas faltas que cometemos contra sua lei. Não nos cabe dizer de um criminoso: é “um miserável; deve-se expurgar da terra; não é assim que nos compete falar. Que diria Jesus se visse junto de si um desses desgraçados? Lamentá-lo-ia; considerá-lo-ia um doente bem digno de piedade; estender-lhe-ia a mão. Em realidade, não podemos fazer o mesmo, mas pelo menos podemos orar por ele.” (2)

No quotidiano, quando somos ofendidos por esse ou aquele motivo, quase sempre encapsulamos o desejo de revanche e mantemos o “link” mental com as forças poderosas do mal, que somadas a outras tantas circunstâncias potencializam as sombras de nossos desagravos. Naturalmente, o perdão não significa conivência com o erro, até porque a atitude de perdoar e desculpar sem limites pode incitar o criminoso à prática do mesmo ato reprovável. Isso não é perdão, mas subserviência ou omissão.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

LEMBRAR-SE DE JESUS


          

 
           Quem é Jesus em nossas vidas? O que representa mesmo sabermos que passou por esse mundo e deixou uma série de fatos, controvérsias e sugestões para o que julgava ser a construção de um novo tempo? Afinal qual a importância que, na prática, atribuímos aos ensinamentos que nos foram deixados? Realmente Jesus é importante?

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

ASAS DA EVOLUÇÃO





Atenta à exposição na casa espírita, a participante aguardou o momento reservado às perguntas para inquirir o palestrante: “Se somos detentores de livre-arbítrio, poderíamos então decidir por não evoluir?”
A pergunta é pertinente, muito embora pareça para alguns ingênua.
Na questão nº 132 de O Livro dos Espíritos, as Vozes dos Céus respondem que Deus impõe a encarnação com o fim de levar os Espíritos à perfeição, e de colocá-los responsáveis de cumprirem à sua parte na obra da Criação. Para uns, missão, para outros, expiação; que consiste em sofrer todas as vicissitudes da existência corpórea.

domingo, 4 de novembro de 2018

FAMÍLIA E DESAFIOS




 Caminhamos para o amor universal,
Por pelejas de cíclicas existências,
A reclamarem a renúncia do mal
E o acolhimento das Divinas Essências.

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

PERANTE A ANCESTRAL DEFERÊNCIA AOS "FINADOS"


 

 
Segundo Leon Denis, o sentimento de cultuar os mortos foi moldado a partir de época bem remota e está sedimentado em quase todas as tendências religiosas. Para o autor de “Depois da morte” a comemoração dos mortos é um legado dos celtas. Porém os gauleses “em vez de comemorar nos cemitérios, entre túmulos, era no lar que eles celebravam a lembrança dos amigos afastados, mas não perdidos, que eles evocavam a memória dos espíritos amados que algumas vezes de manifestavam por meio das druidisas e dos bardos inspirados". [1]

Assim, não veneravam os restos cadavéricos, mas a alma sobrevivente, e era na intimidade de cada habitação que celebravam a lembrança de seus mortos, longe das catacumbas, diferentemente dos povos primitivos. A Festa dos Espíritos era de suma importância para eles, pois homenageavam Samhain, "O Senhor da Morte", festividade, essa, iniciada sempre na noite anterior a 1º de novembro, ou seja, no dia 31 de outubro.

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

ESPÍRITAS EM AÇÃO


         

 
        Houve épocas em que se confessar adepto da Doutrina Espírita gerava um verdadeiro problema social. A ignorância a respeito das idéias que são defendidas em suas obras básicas foi capaz de empurrar as suas práticas para a clandestinidade até que fosse possível entender a sua importância no contexto da sociedade e dessa forma ampliar o papel do espírita à altura de qualquer cidadão, respeitado a condição de laicidade do Estado brasileiro, pela liberdade do pensamento e da livre crença. O espírita é toda a pessoa que estuda a Doutrina dos Espíritos, cuja teoria se encontra na Codificação de Kardec, a Enciclopédia norteadora, que remete à prática do respeito e da solidariedade conforme os ditames do Mestre Jesus.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

O NECESSÁRIO À VIDA


        



         Diógenes (400-325 a.C.), filósofo grego, era famoso por seu comportamento excêntrico e comentários mordazes. Dizia-se que nutria grande desprezo pela Humanidade. Caminhava pelas ruas de Atenas com uma lanterna, a proclamar:

           – Procuro um homem honesto.

        Algo para ele tão difícil quanto iluminar um palheiro em busca de agulha perdida. Observação bem atual, ante a desavergonhada corrupção que se institucionaliza na sociedade humana.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

2018 - ANO DO CISMA ESPÍRITA NO BRASIL


         


 
        Quem se debruça com acuidade ao estudo das obras básicas do Espiritismo perceberá de forma clara o método dialético – processo de fusão da tese e da antítese, na produção de uma nova ideia. Allan Kardec mergulha no universo do desconhecido, e em diálogo direto com as Vozes dos Céus, os contradiz e arranca deles os mais íntimos segredos. Aliado a isso, Kardec compreende que esse universo oferece um campo vastíssimo para o emprego da sua didática, na qual dois elementos constantes foram aplicados: a observação e o ensino.
          Camille Flamarion, dileto discípulo de Kardec, no discurso em homenagem fúnebre, quando o designa de “bom senso encarnado”, realça essa característica:

terça-feira, 23 de outubro de 2018

VADE RETRO OBSESSOR OU BALDIOS "DESCARREGOS"?





 De A a Z ou seja de “Abaddon” da mitologia cristã a “Zulu Bangu” da mitologia africana há mais de 200 codinomes para designar os “demônios”. Entretanto, sabemos que os “demônios”, como são caracterizados pela teologia decrépita, não são criaturas reais.  Conforme o senso comum, a expressão “demônios” significa seres essencialmente perversos e seriam, como todas as coisas, criação de Deus. Ora, Deus que é soberanamente justo e bom não poderia ter criado Espíritos predispostos ao mal para toda a eternidade.

domingo, 21 de outubro de 2018

SUAVIZANDO A DOR


           


 

         Entre as questões mais repetidas dirigidas aos espíritas consta a dúvida entre Provas e Expiações. É tácito compreender que num mundo de imperfeições, as dificuldades figuram como necessidade básica de aprendizagem e ninguém há a quem falte obstáculos que exigem capacidade de superação. Logo o nosso é um Mundo de Provas porque a experiência é necessária para vencermos a simplicidade e a ignorância, com as quais fomos forjados. Secundariamente habitamos um Mundo também de Expiações, pela justa necessidade de refazer o caminho de provas, no qual falimos no passado. A Prova é obrigatória enquanto a Expiação é consequência da falência diante do obstáculo de ontem.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

REENCARNAÇÃO - DOUTRINA DA LÓGICA E DO BOM SENSO





  
Quando criança, em pleno ambiente escolar, recebendo aula de catecismo, sendo abordado o tema das penas eternas, fiz, de súbito, a seguinte pergunta ao professor, um jovem clérigo: “Padre, se eu for para o céu e a minha genitora para o inferno, poderei ser feliz, sabendo que a minha mãe está em sofrimento? ”

O sacerdote fitou-me, com grande expressividade e se manteve calado, durante algum tempo. Desconhecia, na época, por estar na fase infantil que, em verdade, tinha dado um “piparote” no dogmatismo milenar.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

SEMENTES


 



Aquele homem arrojado dispôs-se a realizar portentosa façanha: medir a circunferência da Terra, pelo Equador. Obviamente, impraticável usar a fita métrica. E não contava com conhecimentos científicos avançados, nem aparelhos sofisticados ou quaisquer outros recursos tecnológicos.

Não obstante, conseguiu, com relativa facilidade, realizar a proeza. Em pleno solstício de verão, na cidade de Alexandria, verificou que ao meio-dia o Sol estava a pino. Um mastro de alguns metros de altura, não projetava sombra alguma. Naquele horário, na cidade de Siene, que fica no mesmo meridiano, constatou que o Sol estava ligeiramente perpendicular. Um mastro projetava sombra correspondente a pequeno desvio: nove graus.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

VIVA A VIDA


 
Imagem do filme: Viva - A Vida é uma Festa

Vivemos a vida eterna,
Já que somos imortais!
Viajores de tantas eras,
Viveremos outras mais...
Conduzidos por Jesus,
Vencendo as dificuldades
Na jornada para a luz.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

O MOMENTO DO PAÍS E AS ELEIÇÕES


 



 A propósito do momento grave do país e as eleições, permito trazer ao leitor algumas considerações:
a) Vivemos um processo de guerra. Não de armas, mas de ideias, de justas discordâncias e questionamentos oportunos. Objetivo final é a liberdade e o progresso, não há dúvidas, em toda expansão que as duas palavras permitem e alcançam;
b) Se pensarmos bem, cada um de nós traz consigo uma tarefa comum: instruirmo-nos mutuamente, ajudar no progresso coletivo e melhorar nossas variadas instituições;
c)    A liberdade é o direito de proceder conforme nos pareça adequado com a ressalva de que esse direito não vá contra o direito alheio; também é a condição humana necessária para cada um construir seu destino, individual ou coletivamente;

domingo, 14 de outubro de 2018

SUICIDA - PASSAGEIRO DA DOR E DA FRUSTRAÇÃO






Há apenas duas fatalidades, das quais nenhum indivíduo pode se esquivar de experimentar: viver é a primeira, alcançar a perfeita felicidade é a segunda. De resto todas as demais circunstâncias são opcionais e absolutamente passageiras. Óbvio que é tudo uma questão de tempo, cuja falta de limites torna qualquer período que se contabilize uma quimera. O Tempo de Deus se chama eternidade e é nesse oceano que surfamos as muitas ondas existenciais que nos permitem o “nascer, morrer, renascer ainda, progredir sem cessar porque tal é a Lei”.
Nas lutas acerbas de nossas buscas, muitos se perdem no desespero de dores sem o preparo para as suportar. As exigências do mundo, em todas as épocas e crescente nos dias atuais, completamente adaptadas às necessidades espirituais de cada um, às vezes parecem exceder à capacidade de determinadas pessoas de permanecerem no rumo, daí não é incomum que haja desistência diante de planos malfadados. Numa existência física, por volta de 75 anos de expectativa no Brasil, há muitas escolhas que ficaram para trás em detrimento de outras que deram respostas melhores, desde que não se desista quanto à manutenção da vida. Por isso que as manhãs se sucedem às noites e depois de passado um dia, eis que outro dia substitui aquele que se foi.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

NENHUMA SOCIEDADE É PLENAMENTE FELIZ


 



O vocábulo felicidade deriva do latim felicitas que vem de felix (ditoso, afortunado, feliz). Num sentido amplo é a ausência de todo o mal, e vivência plena do bem. Em geral, um estado de satisfação devido à própria situação do mundo.

Desde a década de 80 do século XX há uma chamada “ciência da felicidade”, e alguns pesquisadores, ainda no universo do paradigma oficial utilitarista, estão tentando criar um índice econométrico, a tal “Felicidade Interna Bruta”, capaz de medir o nível de felicidade dos cidadãos de um país. Os estudos apontam, por exemplo, que a riqueza não consolida a felicidade das pessoas no mundo desenvolvido. Proteger um crescimento econômico continuado não significa ter como objetivo uma sociedade mais feliz.

O CORDEL E O CASAMENTO






No centro de uma memória
Me surgiu um pensamento
Que no cordel há história
De diverso seguimento
E numa reflexão
Eu fiz a comparação
Do cordel com o casamento.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

O AUTO-DE-FÉ E A REENCARNAÇÃO DO BISPO DE BARCELONA¹


“Espíritas de todos os países! Não esqueçais esta data: 9 de outubro de 1861; será marcada nos fastos do Espiritismo. Que ela seja para vós um dia de festa, e não de luto, porque é a garantia de vosso próximo triunfo!” 
(Allan Kardec)




            Cento e cinquenta e sete anos passados do Auto-de-Fé de Barcelona, um dos últimos atos do Santo Ofício, na Espanha.
            O episódio culminou com a apreensão e queima de 300 volumes e brochuras sobre o Espiritismo - enviados por Allan Kardec ao livreiro Maurice Lachâtre - por ordem do bispo de Barcelona, D. Antonio Parlau y Termens, que assim sentenciou:

“A Igreja católica é universal, e os livros, sendo contrários à fé católica, o governo não pode consentir que eles vão perverter a moral e a religião de outros países.”
           
            Allan Kardec reagiu dessa forma:

“Podem queimar-se os livros, mas não se queimam idéias; as chamas das fogueiras as superexcitam, em vez de abafar. Aliás, as idéias estão no ar, e não há Pireneus bastante altos para as deter. Quando uma idéia é grande e generosa encontra milhares pulmões prestes a aspirá-la.”

sábado, 6 de outubro de 2018

UM GRITO PELA VIDA SEM ABORTO


      Silêncio. Escuro. Vida se formando no laboratório extraordinário que a ciência condicionou chamar de útero. Nesse recinto reprodutivo, uma réplica do gênero humano se encaminha para uma viagem pelas calçadas do mundo, onde a sociedade igualmente humana o espera com finalidades pouco específicas, tamanhas e diversas são as expectativas que povoam as mentes dos diversos grupos de pessoas. Essas pessoas que o aguardam não lembram, mas passaram pelas mesmas fases que agora, aquele viajante em suas primeiras experiências, vivencia.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

ALLAN KARDEC: "O BOM-SENSO ENCARNADO"











O vocábulo “senso” vem do latim sensu”, senso, capacidade de discernir, julgar e entender. A partir desse vocábulo, formaram-se locuções como “senso comum” e “bom-senso”. Enquanto a primeira significa a opinião dominante, sem reflexão, a segunda se relaciona com o nível ético, uma vez que é refletida à luz da razão para se decidir entre o bem e o mal que infestam a vida cotidiana. Aristóteles, discípulo de Platão, assegurava que o bom-senso é o elemento central da conduta ética, uma capacidade virtuosa de achar o meio termo e distinguir a ação correta.
            Antonio Gramsci, filósofo italiano, estabelece diferença, admitindo que o senso comum adota uma posição passiva diante dos valores da sociedade ou do grupo que participa. O bom-senso, no entanto, é o movimento espiritual pelo qual o indivíduo assume uma postura crítica, partindo dos conhecimentos que dispõe, enfrentando o desafio de refletir por conta própria sobre as coisas. O bom-senso, abre caminho, continua Gramsci, para o uso transformador dos conhecimentos, questionando as condições existentes, para as inovações.

DESENCARNA O ESCRITOR ESPÍRITA RICHARD SIMONETTI


Fonte da Imagem: Editora CEAC.

Na manhã desta quarta-feira (3/10) desencarnou o escritor espírita Richard Simonetti. Nascido no dia 10 de outubro de 1935, em Bauru (SP), foi funcionário do Banco do Brasil de 1956 a 1986, quando se aposentou. Passou, então, a dedicar-se inteiramente às atividades espíritas, particularmente no Centro Espírita Amor e Caridade, ao qual esteve ligado desde a infância. Expositor espírita, percorreu todos os Estados brasileiros, em centenas de cidades, e também outros países, como Estados Unidos, França, Suíça, Itália e Portugal. Articulou, em 1973, o movimento inicial de instalação dos Clubes do Livro Espírita, que prestam relevantes serviços de divulgação em centenas de cidades.

sábado, 29 de setembro de 2018

EVOLUÇÃO





Reencarnação é materialidade
Inconteste da misericórdia divina.
O corpo, porém, para o ser que desatina,
Tirano do Espírito: sua infelicidade.

Há quem, pois, atravesse a vida maldizente,
Destilando fel, revoltado e perdulário,
Gastando as horas - esse eterno lampadário -,
Deixa o seu corpo perecer inutilmente...