quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

BEM-VINDO ENLACE




 
Em O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 1, item 8, o magnânimo codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, enfatiza que "a Ciência e a Religião são os dois instrumentos da inteligência humana. Uma revela as leis do mundo material e a outra as do mundo moral; mas como ambas têm o mesmo princípio, que é Deus, não se podem contradizer. Se uma fosse a negação da outra, necessariamente que uma estaria fora da razão e a outra com ela, pois Deus não viria destruir a sua própria obra. A incompatibilidade que se supôs haver entre essas duas ordens de leis proveio da falta de observação e do grande exclusivismo de cada uma das partes. Daí o conflito que gerou a incredulidade e a ignorância.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

INTERNET, REDES SOCIAIS E OS PSEUDOSMÉDIUNS, AMBICIOSOS E MISTIFICADORES


 

Atualmente coexistimos com a volúpia da era digital e recebemos exageradas e detalhadas informações de dados pessoais que são fornecidos desadvertidamente aos bancos de dados virtuais e às diversas redes sociais da Internet. Tal realidade cibernética tem sido um verdadeiro MANÁ para as tramoias “mediúnicas” dos pseudomédiuns, ambiciosos e mistificadores.

É verdade!

sábado, 16 de fevereiro de 2019

RELAÇÕES EM FAMÍLIA


         

                    A família, como é conceituada na atualidade, é uma concepção relativamente recente, diferente do que muitos pensam se tratar de um grupo natural na evolução civilizatória da humanidade. Sua origem era constituída pelo senhor e seus servidores/escravos apenas, sem cônjuges ou filhos. Posteriormente por questões que atinavam para uma destinação dos bens hereditários (terras, ouro e outros valores) é que os grupos descendentes passam a compor o ideário de família gerando com isso a aceitação de uma ascendência, o que deu origem à árvore genealógica e com isso a constituição da família nos moldes tradicionais. 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

CALCANHAR DE AQUILES





 Segundo a mitologia grega, quando nasceu seu filho Aquiles, Tétis, esposa de Peleu, rei de Ftia, na Tessália, pretendeu que seria imortal.

​Para tanto passou-lhe ambrósia no corpo e o mergulhou no rio Estige, cujas águas deveriam torná-lo invulnerável.

Mas houve um descuido.

Ao fazê-lo, segurou-o por um calcanhar, a única parte de seu corpo não que não recebeu o banho mágico.

​Foi sua perdição.