domingo, 21 de janeiro de 2018

O ESPÍRITA NÃO PODE SER "MIRAGAIA DE PRESÉPIO"



Será que Kardec algum dia imaginou que no futuro no Brasil surgiria um padrão de divulgação do espiritismo tão estranho e extravagante? Aqui os palestrantes vão se tornando cada vez mais santificados e adorados pela liturgia mística de ingênuos seguidores “espiritas”.

Tais idólatras espargem ares de ingenuidade e vão abarrotando os indigentes e onerosos congressos espíritas, realizados não por acaso nos amplos centros de convenções, a fim de que haja superávit financeiro tendo em vista a mantença do poder da liderança do movimento espírita tupiniquim.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

TODA UMA BIBLIOTECA








Empirismo, como sabe o prezado leitor, é o princípio segundo o qual todo conhecimento provém da experiência.
Um político norte-americano discursava para uma comunidade indígena, fazendo promessas de campanha relacionadas com os benefícios que prestaria aos índios se fosse eleito. Durante sua fala e principalmente ao final, os índios gritavam em uníssono: oia, oia! Satisfeito com tal receptividade, o político caminhava distraído pelo campo em direção ao seu automóvel, quando, inadvertidamente, pisou sobre um montículo de estrume, o cocô de boi.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

"BILL, EU VOU SENTIR A SUA FALTA!"




 
No recôndito do lar, o neto entristecido afirma ao avô que tinha aprendido algo naquele dia. Indagado sobre a origem do aprendizado, respondeu ao avô:
- Os adultos não se interessam por abaixo-assinado de crianças. Continuou ele, o Miguel o retirou do lugar que afixamos – visível aos adultos – e rasgou com raiva. Miguel aniversariou naquele dia.
O avô redarguiu:
- Acredito que vocês não o entregaram à pessoa certa.
O abaixo-assinado fora assinado por todas as crianças do condomínio onde residiam, contra a saída abrupta de Bill, zelador do condomínio que já contara com mais de dezessete anos de convivência com as crianças que ali residiram e residem.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

SOLICITAÇÕES INÚTEIS¹



                                                        
    
Habitualmente são lançadas rogativas em direção a Deus, Jesus, à mãe de Jesus, aos considerados santos ou ainda aos Espíritos Superiores. Solicita-se a realização de alguns desejos ou ainda a intercessão para situações que se pretenda evitar. Quem não desferiu na vida uma frase como: se Deus quiser, Deus me livre, Nossa Senhora que me salve disso! Quem não tiver falado uma dessas expressões que atire a primeira pedra.
De certa forma quando exalamos tais invectivas estamos reconhecendo que há poderes mais expressivos que os nossos que podem interceder em nosso favor para o bem e com possibilidades de nos livrar do mal. Até aí tudo bem, pois sabemos que é uma atitude de sabedoria que nos vinculemos mentalmente aos seres superiores para conseguir que a nossa mente exale vibrações organizadas.