domingo, 17 de dezembro de 2017

DEUS EM NOSSAS VIDAS¹



 




Se atravessando o dia claro do sucesso, as oportunidades parecem cair em nosso colo, a realidade se apresenta colorida e brilhante... Lembremos de Deus. Ele é a fonte de toda prosperidade que nos alcança a caminhada. Decerto não terá realizado as tarefas que nos pertencem, mas a Sua Magnanimidade é a luz que ilumina os nossos acertos.
          Se, ao contrário, as coisas parecem não funcionar na nossa vida, apesar de todos os esforços empreendidos, os sonhos se transformam em pesadelo e os planos se desmantelam como castelos de areia sob o acicate das ondas da escassez... Lembremos de Deus. Ele é o Grande Oceano que recebe todas as nossas frustrações transformando-as em ânimo novo. Provavelmente não nos vai substituir na labuta de cada dia, porém renova a escuridão da noite em claro sol em todas as manhãs.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

ESSÊNCIA BENIGNA







Assim diz a escritura: “Todos levam teu espírito incorruptível! Por isso, pouco a pouco corriges os que caem, e os admoestas, lembrando-lhes as faltas, para que se afastem do mal e creiam em ti, Senhor”.[i]

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

O QUE ESTAMOS FAZENDO COM O ESPIRITISMO?



Entre a pureza da ortodoxia e a salada mística: o que estamos fazendo com o Espiritismo?



Vários articulistas já manifestaram aqui suas posições a respeito desse polêmico assunto: pureza doutrinária. Chegou a minha vez de dizer algo a respeito.

Em primeiro lugar, é preciso esclarecer (ou resgatar) alguns conceitos básicos do Espiritismo: Não se trata de uma revelação sagrada, por isso considero muito problemática a denominação das obras de Kardec de o “pentateuco espírita”! Os livros de Kardec não são como a Bíblia é para os fundamentalistas cristãos – palavra de Deus, revelada, que pode ser citada como fonte de autoridade absoluta. A obra de Kardec é de pesquisa, em que encarnados e desencarnados participaram da construção. Justamente uma das grandes contribuições de Kardec foi dessacralizar a revelação. E ele fez isso estabelecendo um método de pesquisa dos fenômenos espíritas, uma abordagem nova da vida espiritual, com racionalidade crítica e observação empírica. Então, conservar-se fiel à obra de Kardec é muito mais conhecer, entender, aprofundar e mesmo desdobrar com os recursos atuais, o método criado por ele (e foi criado por ele e não pelos Espíritos! Esses são na verdade ao mesmo tempo o objeto de estudo e os cooperadores de Kardec). O conteúdo do Espiritismo está sujeito à revisão, reelaboração e leituras históricas (compreendendo que algumas coisas que estão nas obras de Kardec são próprias do século XIX, têm uma influência da cultura europeia da época). O próprio fundador do Espiritismo não o queria fechado, num corpo de dogmas, a que leitores futuros teriam que se submeter cegamente.

O PASSE NÃO MODIFICA AS COISAS, PARA NÓS, MAS PODE MODIFICAR-NOS A NÓS EM RELAÇÃO ÀS COISAS








Todo o encanto dos ensinos espíritas, oriundo da fé racional considerando o potencial do magnetismo pelo passe, desaparece ante as ginásticas pedantes e caricatas de tratamentos “espirituais” ultimamente praticados em algumas instituições espíritas mal administradas.
Dos muitos disparates que já ouvi nas hostes espíritas de Brasília, um deles é que a aplicação do passe quando “concentrado” (concentrado???…!!!) e muito demorado pode causar “congestionamento fluídico” (congestionamento fluídico???…!!!) e com isso o assistido pode se sentir mal (sentir mal???…!!!) Acredite se puder!

domingo, 10 de dezembro de 2017

DIVULGUE A IDEIA ESPÍRITA¹





  É habitual acontecer quando nos confessamos na condição de espíritas que surjam algumas perguntas curiosas da parte das pessoas que nos escutam. Isso se dá porque a Doutrina Espírita ainda desperta uma espécie de senso de mistério para uma porção da população vinculada a outras crenças, condição que um pouco de informação ajuda a diminuir. Como o caráter do Espiritismo não é conhecido, pois facilmente é confundido como se fosse mais uma Religião e assim visto com a qualidade de um movimento proselitista, importa que tenhamos clareza para ressaltar que a sua mensagem extrapola a  classificação de religiosa como se entende vulgarmente tal expressão. Simplesmente, e é isso que confunde um pouco, o alicerce moral do seu aspecto ético-filosófico é o conteúdo exalado dos ensinamentos de Jesus e esse fato provoca na mente das pessoas a ideia de que a Doutrina Espírita compita em busca de hegemonia em relação aos outros credos cristãos, esses eminentemente religiosos. Nada mais equivocado do que essa versão alimentada pelo fato das instituições religiosas considerarem Jesus o seu líder espiritual, considerando que essa é a única semelhança entre elas e o Espiritismo.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

JESUS - MESTRE POR EXCELÊNCIA









Jesus, perante a Doutrina Espírita, é o mais elevado ser espiritual reencarnado em nosso orbe, sendo guia e modelo de toda a humanidade. A questão de número 625 (seiscentos e vinte e cinco) d’O Livro dos Espíritos revela a seguinte pergunta feita por Kardec aos Espíritos superiores, responsáveis pela Codificação Espírita: "Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo”? A resposta, curta e objetiva, com esplendor, se fez presente: "JESUS".

As religiões dogmáticas pregam que é suficiente crermos em Jesus para sermos salvos. A posição do profitente espirita em relação a esse pensamento dogmático é mais abrangente, porquanto além de crer no excelso Mestre, esforça-se por praticar seus valiosos ensinamentos, sabendo que “Fora da caridade não há salvação”. A caridade legítima foi exemplificada pelo próprio Cristo, que fez do amor ao semelhante um impositivo maior para que o “Reino de Deus em nós” cada vez mais cresça e evolua, diante da eternidade.

08.12 - DIA DA FAMÍLIA


domingo, 3 de dezembro de 2017

A CRIANÇA LIVRE É SEMENTE DE MALFEITOR




 


Betam Thompson lutou contra um câncer no cérebro quando tinha apenas 3 anos de idade, e sobreviveu. A cirurgia que retirou o tumor foi um sucesso, mas deixou uma pequena sequela em seu rosto: a boca ficou levemente repuxada para a direita. Isso foi suficiente para ela se tornar alvo de comentários maldosos de outras crianças na escola. Bethany, 11 anos de idade, sofria bullying implacável na escola, até que chegou a um ponto em que não suportou mais e tirou a própria vida com um tiro. [1]

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

VIVER - O VERBO QUE NÃO ACABA¹






Viver é o maior legado, uma herança de Deus. E não se restringe apenas ao existir no corpo, sendo essa condição uma magnífica oportunidade de incrementar aprendizados e alegrias nas estradas desse planeta maravilhoso que a generosidade divina colocou em nossas atuais experiências. A expressão viver se refere à possibilidade universal de sermos vida pujante, acima de sóis e dos mundos, acima do tempo e do espaço infinitos.
          Somos herdeiros da eternidade. Uma eternidade que se define momento a momento. Transforma-se a cada bafejo de pensamento e se constrói a cada passo em que nos definimos diante do insulto constante das situações que carecem de solução e trato.