sábado, 15 de dezembro de 2018

SESSÕES PARA OS "CURANDEIRISMOS" ILUSÓRIOS

 


 
Kardec não priorizou o estudo específico da mediunidade de “cura” nas obras da Codificação, a rigor, jamais tocou no assunto sobre “cirurgiões do além”. Em face disso, é inteiramente contraditório e lamentável a forma de como alguns centros espíritas propõem sessões de “cura especial” através da incorporação de “espíritos cirurgiões” por meio de alguns médiuns “especiais”.

Não ignoramos os efeitos relativamente atraentes contraídos por alguns incomuns médiuns de “cura”, contudo não entendemos como imprescindível e nem valorizamos esse tipo de mediunidade. As práticas mediúnicas foram das orientações de Kardec, são sempre espetacularizadas e não devem colonizar as instituições espíritas.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

A PROFESSORA


 
Infalível, austera, áspera e tenaz
Há, por bênção, no Mundo, uma professora,
Ímpar mestra de lições transformadoras,
Que, apenas, com a iluminação se compraz.

Pertinaz pela conquista da Virtude,
- É mesmo a paga de seu elevado preço -,
À exaustão impõe ao aprendiz os recomeços,
Até que se lhe ajustem as atitudes.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

CORPO - FERRAMENTA DE EVOLUÇÃO


          

 
          As informações emanadas da Doutrina Espírita propõem que cuidemos de forma mais adequada da saúde física. É fato que o pensamento religioso tradicional intentou, por longos séculos, minimizar a importância do organismo na conquista das aquisições da alma, como se fosse possível alcançar alguma meta de espiritual negando o corpo com todas as suas funções e necessidades. O corpo, nesse contexto, devia sofrer toda a negação possível e havia quem orientasse infligir-lhe sofrimentos voluntários, caso se objetivasse fruir de condição espiritual especial.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

UM "MÉDIUM CURADOR" [NÃO ESPÍRITA] E O REBULIÇO NA MÍDIA GLOBAL


 
TV Globo entrevistou mulheres que acusaram o “médium” [não espírita] João de Deus sobre as violações sexuais que teriam sofrido quando elas buscaram o tratamento espiritual na “Casa Dom Inácio de Loyola”, localizada em Abadiânia, Goiás. As acusações são de três brasileiras que pediram para não serem identificadas e da coreógrafa holandesa Zahira Lieneke Mous, a única que aceitou mostrar o rosto na televisão.

Será que estamos diante de crimes análogos ao cometido pelo médico Roger Abdelmassih? Hum! Será?

sábado, 8 de dezembro de 2018

DOS DESVIOS E DISTORÇÕES DOUTRINÁRIAS





Resultado de imagem para OBRAS BÁSICAS ESPÍRITAS


Há que se dedicar muito cuidado e atenção na prática cotidiana da programação de nossas instituições espíritas. O compromisso do adepto espírita é com o Espiritismo. E Espiritismo está claramente definido nas obras básicas de Allan Kardec. As inclusões indevidas, práticas que distorcem, inovações oriundas de nossas distrações doutrinárias e mesmo quando criamos o “nosso espiritismo”, correm por nossa conta e risco, gerando responsabilidades de expressão, face às noções indevidas que podemos estar semeando em pessoas que agora se aproximam da Doutrina Espírita e o conhecem distorcido de suas propostas verdadeiras.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

NEUROSE






O psiquiatra atende ao telefone. A paciente, jovem senhora sob tratamento, reclama:
– Doutor, estou muito preocupada.
– O que houve?
– Venho notando que meu cocô está leve, boiando, ao invés de depositar-se no fundo do vaso. É grave?
      É normal. Não se preocupe. Acontece, às vezes.
Momentos depois, nova ligação.
– Desculpe, doutor, pela insistência… O senhor acha mesmo que não tem problema?
– Com certeza! Fique tranquila.
Mais alguns minutos e…
– Doutor, estive pensando… O normal não seria um cocô mais pesado?

domingo, 2 de dezembro de 2018

GENÉTICA E CAVIARES ANTE O MÉRITO NATURAL






O termo meritocracia provém do prefixo latino meritum (“mérito”) e do sufixo grego cracia, (“poder”), sugere conjunturas conseguidas por mérito pessoal. É óbvio que as estruturas biogenéticas (os genes) não definem méritos individuais, embora posam influenciar. Considerando-se que há fatores ambientais e espirituais, os méritos pessoais não podem ser explicados somente por fatores genéticos.

Vociferam, especialmente os ideólogos “caviar”, que há contradição na crença popular da “meritocracia”, considerando o modelo de hierarquização baseado nos méritos pessoais de cada indivíduo. Trombeteiam que nascer em berço de ouro é melhor do que nascer inteligente, porque duas pessoas geneticamente semelhantes podem ter pontuações diferentes no teste de QI, e as mais ricas investiram mais recursos escolares em seus filhos. Esbravejam assim os seguidores da “romanesca ideologia igualitária”, inclusive alguns “espíritas ateus”, conforme declara o blog http://espiritismoateu.blogspot.com/ (creia!).