quarta-feira, 27 de maio de 2020

COMO DIFERENCIAR DELÍRIOS DE ALUCINAÇÕES - FENÔMENOS MEDIÚNICOS - FINAL



 
Características marcantes dos delírios

    a) Perda do juízo da realidade por parte do sujeito;

    b) Ausência da consciência da sua própria enfermidade;

    c) Firme convicção do sujeito da veracidade (objetividade) de suas ideias;

    d) Não modificáveis nem pela experiência, nem por conclusões irrefutáveis;

    e) Incorporados à personalidade;

    f) Incorrigíveis, porque a convicção anormal se assenta sobre um transtorno da personalidade;

    g) Apresentam-se como uma forma de pensamento desassociado e autista;

    h) Como se constitui uma alteração patológica do conteúdo do pensamento, proveniente de quadro que pode comprometer o sujeito como uma unidade, o resto dos processos do pensamento pode ser afetado (desagregação delirante).

segunda-feira, 25 de maio de 2020

VAI E NÃO TORNES A PECAR


                    
             A palavra pecado, em sua derivação do hebraico chattat, significa errar o alvo ou mudar de direção ou ainda pisar em falso. Jesus a utilizou segundo registros dos evangelistas, em diversas situações, sobretudo ao finalizar um processo de cura, quando sinalizava àqueles que haviam recebido uma nova oportunidade para que não tornassem a pecar. Provável que o Mestre entendesse que a causa daquela doença que fora curada seria o resultado do desvio de rota ética praticado em outro momento que voltava sob a forma de doença agora. Inúmeras são as inserções nas escrituras, considerando o Novo e o Velho Testamento, que se reportam aos atos ou obras das pessoas como a causa das bênçãos ou infortúnios pelo que se passa em suas vidas. Paulo em carta aos Gálatas (VI; 7 e 8) adverte: “Não erreis. Deus não se deixa escarnecer, porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”.

sábado, 23 de maio de 2020

A QUEM SERVE AS FAKE NEWS NO ALÉM



 Elas possuem vestimentas discursivas que estão de acordo com as tendências da hora. Imiscuídas em pensamentos isentos de profundidades reflexivas, angariam a confiança dos simplórios, habituados a terceirizar a tarefa de racionalizar.

São as fake news da era das comunicações mediúnicas navegadoras da web. Vozes indutivas afirmar ler cartas de espíritos youtuberes, com fundo musical e uso de imagens massificadas pelas telas de cinema espírita, como por exemplo, cenas do filme Nosso Lar.

Um traquejo de marketing que prospera principalmente sobre o analfabetismo político e tendência ao tradicionalismo igrejeiro que prosperou no meio espírita brasileiro.

ANGÚSTIAS DE UM DIRIGENTE ESPÍRITA


 
Eu conheço várias dessas angústias. Minhas andanças pelo país e minha história de vida, também como dirigente no passado, me trouxeram uma visão global do movimento espírita e sua diversidade no entendimento doutrinário e suas práticas – que devemos compreender –, gerando comportamentos e atitudes tão diversas neles próprios, que igualmente se deparam com voluntários,  tarefeiros e frequentadores, diretores, também com a diversidade que nos é própria como seres humanos.

Todo líder ou dirigente – e não só espírita, claro, mas em qualquer segmento – sempre se defrontará com opositores. É natural, mas nem sempre fruto de crítica construtiva, muitas vezes é resultante de inveja, ciúme, oposição sistemática mesmo e até desejo simples de perturbar, por leviandade. Pense comigo:

quinta-feira, 21 de maio de 2020

COMO DIFERENCIAR DELÍRIOS DE ALUCINAÇÕES - FENÔMENOS MEDIÚNICOS - PARTE IV


  
Uma proposta deste modelo levanta as seguintes explicações:

No córtex cerebral se origina a atividade motora voluntária e consciente. Ali também são codificadas todas as percepções sensitivas que chegam ao cérebro e organizadas as funções cognitivas complexas. Para tornar-se consciente, a atividade cerebral precisa estabelecer uma interação entre o córtex cerebral, o tálamo e a substância reticular do tronco cerebral e do diencéfalo, na qual se situa o centro da consciência. Uma lesão nessa substância provoca o estado do coma.

Da substância reticular projetam-se estímulos neuronais ativadores ou inibidores da atividade do córtex cerebral, responsável pelos diversos estágios de consciência. Desta forma, o fato de uma manifestação mediúnica ser consciente ou não, após o fenômeno para o medianeiro, deve envolver estas áreas ligadas à consciência, certamente objetivando algum benefício para a estrutura do sensitivo.

quarta-feira, 20 de maio de 2020

"ESSE VÍRUS É FILOSOFIA PURA"


         
           A jornalista âncora de um programa televisivo abriu o debate com a frase-título: “Esse vírus é filosofia pura.” Ela foi de uma felicidade sem igual. Quantas interrogações não têm surgido diante da pandemia? Nenhum segmento das sociedades ficou sem ser afetado. O imaginário humano está desconectado da vida que vinha sendo palmilhada. Voltar ao normal será impossível. É necessária uma nova ordem mundial. Como surgirá? Quem demandará? Como se processará? As iniciativas de solidariedade nos dão um indício do que é na essência o ser humano. A solidariedade não é nada mais que a filosofia da alma.
            Não há uma resposta única e definitiva sobre o significado de filosofia. O que mais se apresenta universal é “Amor à Sabedoria.” Os filósofos contemporâneos Gilles Deleuze e Félix Guattari, que escreveram um livro intitulado O que é a Filosofia?, afirmaram, como resposta, que “a filosofia, mais rigorosamente, é a disciplina que consiste em criar conceitos.” Essa definição se ajusta ao contexto atual, diante da necessidade premente de se ressignificar praticamente toda a civilização.

terça-feira, 19 de maio de 2020

MEDIUNIDADE E HONRARIAS


  
A mediunidade é abençoada oportunidade que se recebe para o exercício da humildade e da fraternidade e do esquecimento de si mesmo.
A dedicação e a alegria de servir devem ser a marca registrada do medianeiro beneficiário pelas claridades da ciência espírita.
A tarefa mediúnica deve ser executada com serenidade e amor, confiança e aceitação, equilíbrio e determinação, no anonimato dos corações dos companheiros desassistidos e carentes que te batem à porta rogando abrigo.

segunda-feira, 18 de maio de 2020

REENCONTRO



Sertão queimado por longa seca impiedosa,
É já noite, à beira de míngua água restante,
Nem parece que a brisa, tão deliciosa,
Sucedera, ainda há pouco, ao sol causticante.

Céu de estrelas... infinitamente azul...
Lá, bem longe, a Dalva a acenar com alegria,
No mesmo lugar, brilha o Cruzeiro do Sul,
Juntas, ainda, a me velarem as Três Marias...

domingo, 17 de maio de 2020

A DOR, A CURA E AS JANELAS DE SAUDADES



 Estamos literalmente vendo o mundo pelas janelas. Parques sem crianças, praias sem banhistas, céu sem avião, ruas sem movimento, rotinas modificadas. Natural que em razão às transformações sociais não planejadas tenhamos sido flagrados em meio de alguma narrativa que estava sendo desenhada e precisou ser disposta numa prateleira enquanto aguardamos o desenrolar dos fatos e das circunstâncias. De toda forma parece que sem exceção fomos alcançados pelo inusitado, numa jornada sem precedentes para essa geração.
Não fossem os receios relacionados com a possibilidade de adoecimento ainda se avolumam os sentimentos de perda de pessoas queridas, que se despedem sem que sejam permitidos os ritos de despedida, os quais funcionam como um conforto diante de cada viagem para o além. Precisamos nos aquecer desse frio que nos alcança pelo isolamento que a ocasião faz se abater sobre as pessoas.

sábado, 16 de maio de 2020

MEMÓRIA VIVA


 
Embora resida em Matão há 20 anos e já conhecia o local – inaugurado em 2013 – em visitas rápidas e ocasionais, não havia parado ainda para uma visita formal, acompanhando cada detalhe de uma memória viva da cidade e da história do Espiritismo no planeta.

No primeiro fim de semana de fevereiro/20, acompanhando visitantes a Matão, pude finalmente fazer uma visita oficial, direcionada por voluntária ali sempre presente.

sexta-feira, 15 de maio de 2020

COMO DIFERENCIAR DELÍRIOS DE ALUCINAÇÕES - FENÔMENOS MEDIÚNICOS - PARTE III




Uma abordagem neurológica dos fenômenos místicos e dos estados alterados da consciência.

O estudioso William Sargant chegou à conclusão de que as semelhanças entre os Estados Alterados de Consciência (EACs) transcendentes por ele observadas apontavam para um sistema cerebral comum, afetado por diferentes manipulações culturalmente específicas. A partir disso, os neurocientistas têm fornecido suporte a esse mecanismo, explicando que existe um circuito neural complexo encontrado nos níveis médios do cérebro dos mamíferos, conhecido como sistema límbico. Esse sistema tem uma variedade de funções emocionais, motivacionais e de memória, além de estar envolvido com as funções de atenção e do despertar. A estimulação elétrica de áreas límbicas em pacientes de neurocirurgia produz intensas alterações da consciência, incluindo aquelas presentes nos estados transcendentes ou místicos.

quinta-feira, 14 de maio de 2020

O QUADRADO DA HIPOTENUSA É IGUAL À SOMA DO QUADRADO DOS CATETOS


 

            Desculpe Pitágoras (Grécia - 570 – c. 495 a.C.), mas ficou complicado continuar ouvindo gracejos com um dos maiores teoremas já descritos em todas as épocas da humanidade. Entornou a paciência outra vez ouvir tantas pessoas dizerem que viveram um ano a mais em suas vidas sem descobrir porque aprenderam que “o quadrado da hipotenusa é igual à soma do quadrado dos catetos”, como se esse conhecimento não tivesse a menor importância. Perdoe a nossa ignorância, somos pessoas que não sabemos o que dizemos. E o pior fala-se isso fazendo gracejo e parece que passamos por intelectuais ofendidos como se tivéssemos sido enganados.

quarta-feira, 13 de maio de 2020

HOMENAGEM AO CONFRADE E IRMÃO FRANCISCO CAJAZEIRAS


           
Francisco Cajazeiras, ao centro, com os colaboradores do Instituto de Cultura Espírita.
           
Tive a alegria e felicidade de conhecer Francisco Cajazeiras, a quem passei a tratá-lo por Francisco, no início da década de 1990, quando residia em Sobral, norte do Estado do Ceará, apresentado-o pelos colegas Everaldo Mapurunga e Geovani de Castro Pacheco, do Banco do Brasil em Viçosa Ceará, empresa onde também trabalhei. À época, abracei o ideal espírita e me vinculei ao Grupo Espírita Bezerra de Menezes, em Sobral. A aproximação entre os familiares foi alegre reencontro de almas – Rejilane (esposa), Alana e Ariane (filhas), logo em seguida nasceu Ítalo.

terça-feira, 12 de maio de 2020

A REENCARNAÇÃO DE SEGISMUNDO

  
         O material empírico acerca da comprovação da reencarnação disponível já é suficiente para que a ciência materialista a aceite como lei biológica. Esse material é oriundo de várias matrizes de pesquisas, que sejam das lembranças espontâneas de vivências passadas em crianças, principalmente as encabeçadas por Ian Stevenson (1918 - 2007), desenvolvidas por mais de 40 anos. Da mesma forma, o milhares de casos de regressão de memórias às vidas passadas como terapia, com vistas a soluções para a cura de enfermidades psicossomáticas (TRVP). As experiências de quase morte (EQM), além das pesquisas desenvolvidas pela Transcomunicação instrumental através de meios eletrônicos (TCI).

segunda-feira, 11 de maio de 2020

COMO DIFERENCIAR DELÍRIOS DE ALUCINAÇÕES - FENÔMENOS MEDIÚNICOS - PARTE II


 
O Pensamento

Para os estudiosos vinculados às escolas mecanicistas, que conceberam o cérebro como uma máquina complexa, dotada de estados internos, o pensamento seria um desses estados semelhantes aos sentimentos. As diversas justaposições desses estados, produzidas pela ação de um estímulo específico, provocariam as mais variadas possibilidades de atuação humana; o livre-arbítrio, nessa teoria, seria uma simples ilusão.

As informações da jornalista Rita Carter, no livro já anteriormente citado, faz entender a mecânica do pensamento dentro da moderna visão da neurociência:

“Pensar não é apenas um termo genérico para o conjunto de aptidões abrigadas no cérebro. Envolve muitas delas: recordar e imaginar, em particular. Mas inclui algo que não faz parte de nenhuma outra função: o autoconhecimento. Tal aspecto do pensamento é capturado na palavra que é muitas vezes usada paro o descrever: reflexão.

domingo, 10 de maio de 2020

A MÃE QUE EMBALA A VIDA


          
D. Ana Franco, mãe de Divaldo Franco
                Parado diante de folha em branco, o pensamento viaja, buscando nas reminiscências da própria vida um tempo em que não havia ainda sequer pensamentos. Um tempo que a mente guardou no fundo de um baú protegido pela inocência imposta pelo corpo recém chegado ao mundo dos encarnados. Sei que houve alguém que recepcionou com sorrisos e protegeu da fome e do medo dando de si mesma em dedicação e fartura. Haverá suportado as noites mal dormidas e a perda de sua rotina para satisfazer as exigências de plena atenção que aquela presença tão frágil lhe requisitava. Sabe-se lá por quantos anos, enquanto crescia a árvore da vida aquela raiz alimentava sem cessar com nutrição, abraços, disciplina, dedicação e renuncia de si mesma, até que a existência dispusesse essa folha em branco para que um coração emocionado pudesse, espiritualmente de joelhos, agradecer tantos milagres diários que agora a memória pode acessar.

sábado, 9 de maio de 2020

ESPIRITISMO E DIREITO DE PROPRIEDADE



           O Espírito André Luiz, na obra Evolução em Dois Mundos, psicografia de Francisco C. Xavier, demonstra o exato momento na trajetória evolutiva do homem em que o homem selvático, ainda preso aos apetites da experiência animal, institui a propriedade de faixa de solo em que lhe encrava a moradia. Buscava nesse momento enobrecer o caráter iniciante, estabelecer regras de conduta, isso fundamentalmente para não impor aos semelhantes ofensas e prejuízos que também não desejava receber. Estava instituído aí o direito natural à propriedade privada, transformado, e interpreta sob novo prisma a sua presença na Terra.

sexta-feira, 8 de maio de 2020

COMO DIFERENCIAR DELÍRIOS E ALUCINAÇÕES - FENÔMENOS MEDIÚNICOS - PARTE I



Na prática diária, tanto profissional quanto doutrinária, é constante a questão dos fenômenos psicopatológicos ligados às áreas do pensamento (delírios) e da senso-percepção (alucinações), assim como dos fenômenos mediúnicos, (em especial, os chamados inteligentes, a psicofonia, o desdobramento, a vidência e a audiência), exigindo melhores estudos e reflexões para evitar as confusões que resultam incorretas indicações terapêuticas.

Allan Kardec, em “O Livro dos Espíritos”, já apresentava o posicionamento dos orientadores espirituais sobre essa confusão, em que se misturam quadros patológicos e manifestações espíritas, no item sobre “os possessos” – parte 2ª, cap IX, pergunta 474:

“Muitos epilépticos ou loucos, que mais necessitavam de médico que de exorcismos, têm sido tomados por possessos”.

quinta-feira, 7 de maio de 2020

EXPANSÃO INFINDÁVEL


 
No filme Paulo, Apóstolo de Cristo, que estreou em 2018, com bem selecionado elenco, chama atenção pelo aspecto dramático-histórico do incomparável personagem e que está disponível na internet, traz um diálogo que vale a produção, entre outros momentos marcantes. 

O diálogo ocorre entre Paulo, já prisioneiro e próximo de ser executado, com outro personagem responsável pela sua prisão, e traduz a saga de viver e seus desdobramentos.

quarta-feira, 6 de maio de 2020

ARMADILHAS DO PENSAMENTO


 

A tendência humana em buscar respostas prontas faz desse comportamento uma condição que passou a ser vista como se fosse algo natural ao processo de aprendizado e tudo indica que a realidade pedagógica da lição aprendida não é tão simples assim. Dentro dos valores dialógicos, a interlocução é reveladora de experiências muito específicas das partes em relação verbal. A expressão experiência por si mesma revela um aglomerado de vivências que importa ao modo de despertar individualizado e, portanto, nem sempre passiva de ser transferida tão facilmente. Considerando que os conteúdos que o pensamento exibe trazem os vieses de crenças estabelecidas e as crenças podem impedir a mente de estar aberta a instaurar novos aprendizados que não correspondam àqueles sedimentados. Talvez seja essa a razão que leva os criadores de opinião a utilizarem a repetição persistente como forma de gerar a sensação de “algo conhecido” que entra pela porta dos fundos da consciência e se transforma em conteúdo de difícil acesso pela simples lógica. Há quem julgue que qualquer conceito, independente do seu valor qualitativo, desde que cansativamente repetido passa a ser aceito como regra a ser seguida, donde vem o engodo de que “uma mentira dita muitas vezes se transforma em verdade”.

terça-feira, 5 de maio de 2020

SOMBRA DE DEUS




"Haja a luz!" Logo, a luz existiu.
A luz do Amor, luz espiritual.
Depois, luzeiros do sideral.
Mas como definir essa luz?
Essa luz só pode ser Jesus!

segunda-feira, 4 de maio de 2020

O QUE SENTEM OS ESPÍRITOS ALÉM DA MORTE



Com muita propriedade, o insigne codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, aborda o tema da “sensação nos espíritos”, nas diversas obras por ele editadas, ressaltando em O Livro dos Espíritos, exatamente na questão 257, o estudo do porquê da fome, da sede, do calor e da dor, experimentados pelos seres do além. Até mesmo é descrita a possibilidade de um espírito suicida ter a impressão de estar sendo roído pelos vermes.

Digno de destaque o fato de setores científicos materialistas encararem a morte como ponto final de todas as experiências humanas e, portanto, desconhecerem inteiramente o que se passa além da vida física. Ao mesmo tempo, as religiões constituídas vagueiam, confusas e desorientadas, ainda presas nas teias do vetusto e desatualizado dogmatismo, relatando que as almas sofrem ou sofrerão um julgamento divino cujo veredicto, se positivo, as contemplará com o “céu”, enquanto as condenadas serão encaminhadas para o “inferno”, local de sofrimento vivenciado por toda a eternidade.

domingo, 3 de maio de 2020

"NÃO ESTAMOS ÀS BARATAS" - ALTERIDADE


O título jocoso, já explicado no artigo anterior, tem o propósito de chamar à a atenção do leitor acerca da presença de Deus no Planeta, ante a inobservância pelos homens, das suas leis, mais especificamente a Lei de Amor, Justiça e Caridade, analisando-se algumas passagens de Jesus.
Allan Kardec, comentando mensagem do Espírito Clélia Duplantier, inserto em Obras Póstumas, na qual revela acerca das responsabilidades espirituais do indivíduo à família, à nação, às raças, ao conjunto dos habitantes dos mundos, as quais formam individualidades coletivas, assim se expressa:

“Não se pode duvidar de que haja famílias, cidades, nações, raças culpadas porque, dominadas pelos instintos do orgulho, do egoísmo, da ambição, da cupidez, caminham em má senda e fazem coletivamente o que um indivíduo faz isoladamente; uma família se enriquece às expensas de uma outra família; um povo subjuga um outro povo, e leva-lhe a desolação e a ruína; uma raça quer aniquilar uma outra raça. Eis por que há famílias, povos e raças sobre os quais cai a pena de talião.”

sábado, 2 de maio de 2020

NÃO SEI SE OS ESPÍRITAS SABEM



   
Não sei se os espíritas sabem. A concentração de riqueza no Brasil é tamanha que cinco famílias detêm 50% do poder aquisitivo nacional enquanto o RESTO da população divide os outros 50%. Isso se constitui na maior desigualdade em todos os tempos em países ditos democratas e só atrás do Catar nesse ranking, ou seja, a segunda pior distribuição de renda do mundo.
Não sei se os espíritas sabem que os ganhos dessas famílias não são produto de investimentos na tecnologia, na ciência ou na produção agrícola, sim da especulação monetária, quer dizer, aumentam a fortuna sem benefício algum para a sociedade e mantém a maior parte dos seus valores em paraísos fiscais.

sexta-feira, 1 de maio de 2020

CAUSA DE TODOS OS MALES


 
Indicação de um leitor da RIE que, estudando o livro Visão Espírita de um Bandeirante (no 2º. Volume), sugeriu abordagem em torno de uma frase de Cairbar Schutel. Como se sabe, a obra em questão – em dois volumes – reúnes os editorais do próprio fundador da citada revista durante os anos que esteve à frente da publicação.  Lançada no ano do centenário do jornal O Clarim, em 2005, os preciosos textos oferecem substancial material de pesquisa e reflexão.

A afirmação é: “A ignorância das coisas espirituais é a causa de todos os males que afligem os homens."
Realmente, os prejuízos decorrentes dessa ignorância, aquela de não saber ou não compreender, não assimilar, não estudar, é causa maior das aflições sem conta na sociedade humana.