terça-feira, 17 de junho de 2014

ESTA IMAGEM TE CONSTRANGE?




Por André Trigueiro (*)






Os caras vêm do outro lado do mundo para ver a seleção japonesa disputar uma Copa no Brasil. Perdem o jogo de estreia de virada para a Costa do Marfim e, para surpresa (talvez a expressão mais correta seja perplexidade) dos brasileiros presentes na Arena Pernambuco - e tantos outros torcedores de sabe lá quantas nacionalidades pelas redes sociais -, resolvem, ao final da partida, espontaneamente, coletar o próprio lixo no estádio.


Munidos de sacolas plásticas azuis - levadas por eles para esse fim - os japoneses se esmeraram em deixar impecavelmente limpa as partes do estádio ocupadas pela torcida nipônica.



Não foi uma ação de marketing, flash mob ou exibicionismo barato.

Foi apenas a expressão de uma cultura admirável, onde o senso comum indica o gerador do resíduo como o principal responsável pela sua destinação final.

Em outras palavras: não importa se a Arena Pernambuco dispõe de uma equipe de limpeza que deixará o estádio limpo após a partida. Para quem veio da Terra do Sol Nascente, essa questão é absolutamente irrelevante. Quem suja deve limpar. Simples assim.

Quantos de nós se surpreendeu com esse gesto?

Quantos seríamos capazes de fazer a mesma coisa, principalmente depois de uma derrota de virada na estreia da Copa?

Foi um ippon moral.



(*) Pós-graduado em gestão ambiental pela COPPE/UFRJ e professor de jornalismo ambiental da PUC RJ, André Trigueiro é jornalista da TV Globo e comentarista da Rádio CBN.

Fonte: portal G1


 

2 comentários:

  1. Tenho observado algumas situações bizarras em grandes supermercados de Fortaleza. O (a) cliente derruba frutas ou verduras no chão e não as repõe no lugar. Não consigo entender tais atitudes!

    ResponderExcluir