sexta-feira, 16 de outubro de 2015

ENQUANTO ISSO, NOS CENTROS ESPÍRITAS¹...(PARTE FINAL)



Por André Trigueiro (*)


Coleta de água de chuva
A coleta de água e chuva para fins não nobres (lavagem de piso e janelas, descarga devasos sanitários, rega de jardins, brigada de incêndio, etc.) permite uma significativa economia na conta de água tratada e, portanto, mais recursos financeiros para a instituição. Em boa parte do país, a elevação da tarifa da água potável nos últimos anos tem sido superior à variação média da inflação e a tendência é que isso continue acontecendo. Nesse sentido, reduzir o consumo de água potável – tratada, clorada, fluoretada, transparente e inodora -, usando-a apenas para beber, tomar banho e cozinhar, parece ser uma medida de grande alcance econômico e ambiental no longo prazo. Recomenda-se também a substituição de válvulas de descarga por caixas acopladas e o uso de equipamentos econômicos em torneiras e chuveiros. Tolerância zero com vazamentos, infiltrações e pinga-pingas. É incrível que tanta gente ainda use água potável – um recurso cada vez mais raro, escasso e caro – para intermináveis lavagens de pisos, calçadas e automóveis, de forma descuidada e displicente. Em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba já existem legislações específicas para a coleta de água de chuva com o objetivo de facilitar a drenagem (o escoamento dessa água que se acumula com facilidade nas ruas da cidade) em dias de temporal. Portanto, quem possui reservatórios para água de chuva também colabora para prevenção de enchentes. A título de exemplo, no Rio de Janeiro, o Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão) e a Cidade do Samba utilizam regularmente água de chuva para múltiplos usos.
LINKS ÚTEIS:
www.abcmac.org.br Associação Brasileira de Manejo e Captação de Água de chuva


Construções sustentáveis
A construção civil é o setor da economia que mais impacta o meio ambiente. Quando se tem o privilégio de erguer uma nova casa espírita, construindo-se da planta uma nova edificação, abre-se uma excelente oportunidade de planejar cada detalhe da obra segundo os preceitos da construção sustentável. Captação de água de chuva, coletores solares, instalação de biodigestores e espaço adequado para a separação dos materiais recicláveis, iluminação e ventilação naturais, todas as intervenções possíveis que reduzem a longo prazo os custos de manutenção em favor do uso sustentável dos recursos são bem-vindas. Se eventualmente as intervenções em favor da construção sustentável determinarem a elevação do custo da obra, é preciso dizer que essa diferença será amortizada em pouco tempo (na maioria das vezes, em até três anos) pela economia gerada a partir dessas modificações no projeto.
LINKS ÚTEIS:
www.cbcs.org.br O Conselho Brasileiro de Construção Sustentável milita em favor do uso inteligente dos recursos naturais na construção civil.
www.gbcbrasil.org.br O Green Bilding Council Brasil organiza a certificação de edifícios que seguem as premissas do selo verde.

Coleta seletiva de lixo
De todas as medidas em favor do meio ambiente, a COLETA SELETIVA parece ser a de mais fácil aplicação. A separação do chamado lixo seco – papel, papelão, vidros, materiais ferrosos, plásticos – demanda espaço para o armazenamento, até que a Prefeitura local (quando devidamente estruturada para a coleta seletiva) ou cooperativas de catadores possam buscar tudo o que foi separado. Dependendo do volume separado, algumas instituições podem até comercializar os recicláveis, gerando receitas extras – embora tímidas – para a instituição. Há como descobrir na internet quem trabalha com materiais recicláveis perto da instituição espírita (ver links). No caso de papéis – usados com fatura em muitas casas espíritas -, recomenda-se usar frente e verso antes do descarte. O mesmo cuidado se deve ter para com os livros velhos. Vale a pena investir na proteção das capas e na recuperação dos livros antigos das bibliotecas. Estima-se que 60% dos municípios brasileiros destinem seus resíduos para vazadouros de lixo a céu aberto, o popular LIXÃO. A separação do material reciclável reduz a demanda de matéria-prima e energia, gera emprego e renda e diminui exponencialmente a necessidade de espaço nos depósitos de lixo. Aproximadamente metade de todos os RESÍDUOS SÓLIDOS urbanos são de recicláveis. Nas instituições espíritas onde haja canteiros e jardins, é possível até reaproveitar parte do lixo orgânico (principalmente restos de comida) para a produção de adubo de excelente qualidade, sem custos.
LINKS ÚTEIS:
www.cempre.org.br Com sede em São Paulo, o Compromisso Empresarial para a Reciclagem (CEMPRE) disponibiliza no site da organização o Mapa da Reciclagem no Brasil. Por ele é possível localizar os sucateiros, recicladores e cooperativas de catadores mais próximos de sua casa ou da instituição.
www.recicloteca.org.br A Recicloteca funciona no Rio de Janeiro e também disponibiliza ferramentas virtuais para a localização de serviços de coleta de recicláveis em todo o Brasil.
www.minhocasa.com Aprenda a transformar matéria orgânica em adubo de excelente qualidade com a preciosa ajuda de minhocas. A tecnologia pode ser aplicada dentro de casa, despejando a matéria orgânica em compartimentos fechados, sem o risco de produzir odores ou sujeira.

Copos plásticos da água fluidificada
Quanto maior o centro espírita, maior a demanda por copinhos plásticos para o fornecimento de água fluidificada. Trata-se de uma embalagem de baixo custo e muito prática para esse fim, embora os plásticos descartáveis sejam um gênero de lixo que devemos evitar. Se, no entanto, tiverem de ser usados, procurar um tipo de plástico que seja visto como atraente, mesmo que minimamente, no mercado de reciclagem. As alternativas ao plástico precisam ser estudadas com cuidado. Usar copos de vidro – ou lavar copos plásticos usados – implica um aumento considerável do uso de água potável, o que também não pode ser visto como solução. A aquisição de copos pequenos feitos de papel ou papelão – mas atraentes no mercado de reciclagem – costuma custar mais caro, onerando a instituição. Pedir para que cada frequentador leve sua própria caneca ou copinho pode ser conveniente em centros pequenos, nas instituições maiores poderia gerar algum desconforto. Enfim, está aí um bom assunto para que cada instituição defina livremente se há algo que possa ser feito, e de que jeito.

Coleta de óleo de cozinha
Dependendo da instituição espírita, há bastante movimento na cozinha e um expressivo derrame de óleo de fritura pelo ralo, agravando o entupimento das tubulações e da poluição dos rios. O Brasil produz aproximadamente 9 bilhões de litros de óleo de cozinha por ano, e na maioria absoluta dos casos, não separa esse óleo residual para a reciclagem. Estima-se que apenas 2,5% de todo esse óleo é reciclado e reutilizado na cadeia produtiva como matéria-prima para a fabricação de sabão, massa de vidraceiro e biodiesel. Em algumas cidades brasileiras já existem serviços de coleta do óleo de fritura. São empresas que trocam o óleo por dinheiro ou produtos de limpeza. Quanto maior a quantidade de óleo separada, maior o benefício.
LINKS ÚTEIS:
www.trevo.org,br A organização Trevo realiza a coleta do óleo de fritura em São Paulo.
www.disqueoleo.com.br/contato/ A empresa Disque Óleo Vegetal Usado realiza a coleta do óleo de fritura no Rio de Janeiro.

Compras sustentáveis
Todas as compras que envolvem a manutenção de um centro espírita podem ser realizadas de forma consciente, levando-se em conta, em primeiro lugar, a real necessidade de um novo produto e serviço, e também os cuidados socioambientais do fabricante. É importante dar preferência a produtos certificados com selos verdes, que ainda são exceção à regra no mercado. Há muita informação disponível na internet para nos ajudar a comprar com responsabilidade e consciência.
LINKS ÚTEIS:
www.catalogosustentavel.com.br Organizado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, a Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP), O Catálogo Sustentável traz informações sobre aproximadamente mil produtos e serviços certificados ambientalmente.
www.akatu.com.br o Instituto Akatu para o consumo consciente é referência na produção de dados e informações relevantes nessa área.
www.idec.org.br O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor é referência na produção de dados e informações relevantes nessa área.
www.alana.org.br Os interessados em pesquisar o fenômeno do consumismo infantil devem acessar as informações disponíveis no site do Instituto Alana.

Transporte sustentável
O centro espírita pode promover o transporte solidário, a popular carona, estimulando a ocupação dos veículos que, muitas vezes, levam apenas o motorista. Em alguns casos, a campanha em favor da carona poderá permitir até o deslocamento de pessoas que deixam de frequentar a instituição pela distância, idade avançada ou problemas de saúde. Onde haja espaço, recomenda-se a instalação de bicicletários: é importante abrir caminho para o mais ecológico dos transportes, depois do próprio corpo humano. Se a instituição tiver a chance de comprar um veículo automotor para uso em uma instituição de caridade (ou escolher modelo que um doador resolva dar de presente), é importante priorizar modelos econômicos, que usem, de preferência, álcool etanol em lugar de gasolina e diesel. Um estudo da Embrapa Agrobiologia revela que a substituição da gasolina pelo etanol de cana-de-açúcar pode reduzir em 73% as emissões de CO2, na atmosfera.
LINKS ÚTEIS:

www.ta.org.br A organização Transporte Ativo oferece informação e promove campanhas para o uso de bicicletas como meio de transporte.


(*) jornalista com Pós-graduação em Gestão Ambiental pela COPPE/UFRJ onde hoje leciona a disciplina “Geopolítica Ambiental”, professor e criador do curso de Jornalismo Ambiental da PUC/RJ, autor dos livros “Mundo Sustentável 2 – Novos Rumos para um Planeta em Crise" (Ed.Globo, 2012); "Mundo Sustentável - Abrindo Espaço na Mídia para um Planeta em transformação" (Ed.Globo, 2005) e “Espiritismo e Ecologia” (Ed.FEB, 2009).
¹ fonte: da obra Espiritismo e Ecologia, FEB.

3 comentários:

  1. Olá amigo.
    Toda matéria do Canteiro de Ideias, postamos no blog do Bezerra (Crato-Ce)
    Obrigada pelas excelentes matérias.
    Abraço fraterno
    Luíza de Marilac

    ResponderExcluir
  2. Francisco Castro de Sousa18 de outubro de 2015 09:53

    CANTEIRO DE IDEIAS: Ultrapassa a marca dos 100.000 acessos!
    Iniciado em 12 de março de 2012 nesse dia 18 de outubro de 2015 ultrapassa os 100.000 acessos, por pouco não fui o Nº 100.000, fui o Nº 100.002! PARABÉNS ao criador do Blog JORGE LUIZ E PARABÉNS A TODOS QUE ACESSAM TANTOS CONHECIMENTOS ESPÍRITAS POR ESSE VEÍCULO! Vale salientar que já são mais de 60 Países, incluindo o BRASIL, os que têm acessado o BLOG!
    PARABÉNS! PARABÉNS! MAIS DE 100.000 VEZES PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  3. Canteiro de ideais trabalha não só a evolução espiritual mas também a Conscientização da sustentabilidade do ambiente. Estão de parabéns pelas dicas e que venham mais e mais acessos.

    ResponderExcluir