sábado, 27 de novembro de 2021

CRISTÃO-ESPÍRITA COMO LUZ DO MUNDO

 


Sob os ventos de uma tempestade societária com força e propósito de abalar a estabilidade psicológica e a estima dos brasileiros que não coadunam com as políticas do presidente Bolsonaro, dentre os quais estamos nós –os espíritas progressistas–, vale recordar o fio condutor das nossas esperanças, para que não nos permitamos imiscuir demasiadamente na acidez derramada sobre a cotidianidade.

quarta-feira, 24 de novembro de 2021

FÉ E CRISTIANISMO

 


                Agostinho, bispo de Hipona, santo da Igreja, não só foi ao seu tempo concorrido líder cristão na África como foi um dos grandes filósofos da história do cristianismo. Pode-se dizer que é o primeiro marco fundamental da filosofia cristã, o alicerce do pensamento medieval. Agostinho, além de sua fantástica vida pessoal – aluno displicente, homem da vida mundana, de mãe considerada santa pela Igreja, convertido apaixonado ao cristianismo numa idade já bastante adulta – foi também homem de muita poesia. Sua literatura, hoje bastante esquecida, é um exemplo de poesia da fé. Mesmo que os homens de hoje tão pouco tenham do espírito medieval, não há como não se comover com seus escritos. Nos seus Solilóquios, numa parte da obra chamada A oração a Deus, dizia Agostinho:

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

MADALENA, FORÇA DA NATUREZA

 


Filha dos ventos, filha do tempo, feita de relâmpagos e trovões, corria o fogo e a água em suas veias e artérias. Desafiar o mundo e permanecer inteira é tarefa para poucos, mesmo que tenha tido os caminhos destroçados e ao coração atingido por golpes de maldades e incompreensões. Andar a frente de sua época e pisar a cada momento em terreno minado. Essa a realidade de Madalena, aquela que teria de Jesus o reconhecimento e o respeito.

sábado, 20 de novembro de 2021

POR QUE ADOECEMOS?

 




Esse questionamento tem chamado muito a atenção nos tempos atuais.

Há uma preocupação peculiar com a saúde, que hoje já tem um conceito bastante ampliado e não restrito apenas aos órgãos e células, mas igualmente abrangente para as questões emocionais e psicológicas e de relacionamento.

Afinal, seria o caso de perguntarmos: